"AJUDE O SEU FILHO A SER
AINDA MAIS SAUDÁVEL NESTE VERÃO"
 

MAIS TEMPO LIVRE, DIAS MAIS QUENTES E LONGOS.
CHEGARAM AS FÉRIAS DE VERÃO. E AINDA BEM! PARA QUE
O SEU FILHO TIRE O MÁXIMO DE PROVEITO, SUGERIMOS ALGUMAS
ATIVIDADES AO AR LIVRE, ASSIM COMO ESTRATÉGIAS PARA
QUE ESTA ESTAÇÃO SEJA SUPER SAUDÁVEL.

 

 

As tão esperadas férias grandes estão a chegar. Os dias já estão mais quentes e já anoitece mais tarde. Significa também que deixam de existir horários escolares para cumprir e as rotinas alteram-se. As crianças tendem a querer deitar-se mais tarde, a querer passar mais tempo em frente à televisão - afinal não têm trabalhos de casa para fazer! - e a querer comer mais doces.
Mas se o verão é a estação dos gelados - não o negamos - é também a da fruta. O se-gredo não passa por proibir que o seu filho coma certos alimentos, mas sim pelo equilíbrio. Conheça aqui algumas estratégias, relacionadas com opções de dieta, mas também com as rotinas de sono e as brincadeiras e outras atividades para que, todos juntos, gozem umas férias mais saudáveis. E muito divertidas!

Deixe o seu filho comer um pouco de tudo
É importante as crianças comerem doces para que aprendam a tratá-los como qualquer outro alimento. Isto é, para que percebam que, tal como qualquer outro alimento, existem quantidades certas para os comerem. Assim, vão conseguir desenvolver uma relação saudável com a comida. Uma boa estratégia passa também por ensinar o seu filho - ou neto! - a partilhar o alimento: desta forma todos provam um pouco sem cometer excessos.
E porque nesta estação o gelado é rei, ensine os mais pequenos a fazerem boas esco-lhas. Enquanto os sabores simples, como chocolate ou baunilha, costumam ter cerca de 100 calorias por meia chávena, os outros tipos de sabores têm 120 a 130 calorias. Uma alternativa mais saudável passa por fazer gelados caseiros: compre moldes e encha-os com sumo de fruta  - pode até incluir pequenos pedaços - e meta-os no congelador. Pode ser um programa feito em família! Se fazê-los em casa não é opção, pode encontrar à venda nos supermercados Go Natural Sorvetes Bio feitos de fruta.
Mas não é apenas de gelados que se faz o verão, incentive o seu filho ou neto a comer fruta: melancia, morangos, cerejas, mirtilos, pêssegos, ameixas. Pode até juntar várias frutas num batido! Ou em sorvetes.
Quanto aos vegetais, para os tornar mais práticos e divertidos de comer, pode juntar num prato cenouras baby, palitos de pepino, tomates-cereja e servi-los com um molho, como húmus ou iogurte com baixo teor de gordura.

 

..........
 

DURANTE AS FÉRIAS MANTENHA A CABEÇA DA CRIANÇA A TRABALHAR. POR
EXEMPLO, FAÇAM UM ÁLBUM DAS FÉRIAS, COM FOTOGRAFIAS, DESCRIÇÕES
DO QUE VIRAM E VISITARAM, O QUE APRENDERAM E DO QUE GOSTARAM
MAIS E MENOS 


..........


Certifique-se de que dorme bem (e o suficiente)
É normal que durante as férias as crianças aproveitem para se deitar ou acordar mais tarde. E não há problema nenhum em fazê-lo de vez em quando. O que é importante é que durmam na quantidade certa: nem demais nem de menos. Entre os 6 e os 13 anos, uma criança deve dormir 9 a 11 horas por noite e, embora seja natural que os hábitos se vão alterando ao longo das férias, é aconselhável que seja mantida uma rotina.

Incentive-o a brincar ao ar livre
Com todo o tempo livre que têm durante as férias grandes, a tentação de passar o dia em frente a ecrãs - do telemóvel à televisão - pode ser grande. Não o proíba de o fazer, mas defina regras. Por exemplo, permita que a criança o faça até duas horas por dia, e defina uma altura do dia para que ela o possa fazer, por exemplo, à noite, quando já está mais cansada por ter passado o dia todo a brincar ou a fazer outras atividades.
Resolvida a questão dos ecrãs, passar mais tempo ao ar-livre e na natureza - seja no jardim, parque ou no campo - é importante para o desenvolvimento dos mais pequenos. Segundo vários estudos:

- Ajuda a torná-los mais confiantes;
- Promove a criatividade e imaginação;
- Ensina responsabilidade;
- Oferece diferentes estímulos - é possível ver, ouvir, cheirar e tocar em diferentes coisas.
- Leva-os a mexerem-se mais, desde andar de bicicleta pelo parque (algo que pode fazer com os amigos) até uma simples caminhada, uma ótima atividade para toda a família. Pode também organizar uma ida à praia ou piscina para nadar - não só a criança se vai exercitar (e gastar
as calorias extra dos gelados), como se pode refrescar;
- Exercita a sua mente, fazendo-os pensar e questionar o que se passa à sua volta; e
- Reduz o stress e a fadiga, criando a sensação de prazer, ao contrário dos ambientes mais urbanos.










Proteja-o do sol
O sol fornece vitamina D, que ajuda a manter os ossos e músculos fortes, sendo essencial para o crescimento e desenvolvimento das crianças. Além disso, favorece a produção de serotonina, conhecida por hormona do bem-estar, o que deixará o seu filho mais feliz.
Mas, é claro, a exposição solar requer cuidados: para evitar queimaduras solares que podem aumentar o risco de aparecimento de cancro da pele, aplique protetor solar com, no mínimo, FPS 50, reaplicando-o a cada hora para aumentar a sua eficácia. Tenha também em atenção de que o sol é mais forte entre as 11 horas da manhã e as 15 horas da tarde. Especialmente se a criança for sensível ao sol, poderá ser uma boa altura para permanecer à sombra.

Mantenha a cabeça da criança a trabalhar
Após um ano letivo de testes e trabalhos de casa, é normal que a criança esteja cansada desse tipo de tarefas. Mas aprender não se limita apenas a ditados e fichas.
- Compre livros de atividades;
- Incentive-a a ler;
- Se se interessa por natureza e animais, leve-a a um parque natural;
- Se gosta de história ou de ciências, agende uma visita a um museu; ou
- Façam um álbum das férias, com fotografias, descrições do que viram e visitaram, o que aprenderam e do que gostaram mais ou menos.
Muitas destas atividades, além de manterem a criança entretida, são uma boa forma de passar mais tempo de qualidade em família - seja com os pais ou com os avós -, algo que com a rotina escolar e do trabalho nem sempre é possível.


.