O QUE É UMA DIETA PLANT BASED?
 

ESTA DIETA VALORIZA OS ALIMENTOS NA SUA FORMA MENOS PROCESSADA
E DEFENDE A DIMINUIÇÃO RADICAL DO CONSUMO DE PROTEÍNA ANIMAL,
SENDO POR ISTO UMA DIETA MAIS SUSTENTÁVEL.

 


  • bg
 

 

Frutas, vegetais, tubérculos, leguminosas, cereais, oleaginosas, sementes… Nesta dieta, alimentos que, muitas vezes, assumem papéis secundários - ou de acompanhamento - passam aqui a ter o papel principal. Mas não é apenas esta mudança de paradigma que define a dieta plant based. Não só estes alimentos assumem o papel principal, como o fazem na sua forma mais natural e íntegra e menos processada, como o próprio nome original da dieta indica: Whole Food Plant Based Diet - ou “Dieta à base de alimentos vegetais inteiros”.
Além disto, esta dieta é também uma forma de estar mais atenta à sustentabilidade, uma vez que defende a diminuição do consumo de proteína animal, que deve ser substituída por vegetais, e a diminuição de alimentos industrializados, processados e refinados. Hoje em dia já sabemos que cerca de 90% da água doce do mundo é usada na agropecuária. Diminuir o consumo de carne é diminuir o impacto da nossa existência no meio ambiente. Esta é, portanto, uma dieta mais sustentável.

Mas então qual a diferença em relação ao veganismo?
A resposta é simples: o estilo de vida. Em termos de dieta, são poucas as diferenças - a principal será o facto de haver uma maior preocupação na dieta plant based em relação à qualidade nutricional dos alimentos. Fora isto, as principais diferenças revelam-se na forma de estar na vida: enquanto que um vegan evita toda e qualquer forma de explora-ção animal, alguém que adote uma dieta plant based - ou à base de vegetais - dá priori-dade ao consumo de alimentos de origem vegetal e o mais perto possível da sua forma original, mas poderá incluir na sua dieta alguns alimentos de origem animal, da mesma forma que poderá vestir couro, lã ou seda.

Quais os benefícios?
Segundo a American Dietetic Association, esta dieta é considerada como segura e equilibrada e até preventiva de doenças como as cardíacas e as autoimunes. Mais, esta dieta tem um grande potencial anti-inflamatório e antioxidante, e pode ser indicada no tratamento da obesidade e da hipertensão, por ser muito rica em fibras, vitaminas e minerais e pobre em gorduras saturadas.



..........
 

Um vegan evita toda e qualquer forma de exploração animal.
Quem adota uma dieta plant based dá prioridade ao consumo de
alimentos de origem vegetal, mas poderá incluir na sua dieta alguns
alimentos de origem animal, da mesma forma que
poderá vestir couro, lã ou seda.


..........

 

E os cuidados a ter?
Neste caso em particular, e uma vez que o objetivo é eliminar (ou reduzir drasticamente) o consumo de proteína animal, deverá ter cuidado em equilibrar o teor de proteínas e de cálcio que ingere, substâncias muito presentes na carne e no leite. Alimentos como a quinoa, a soja, o grão de bico são bons substitutos. De forma a garantir o consumo ideal de ferro, a sua dieta deve incluir alimentos como espinafres, repolho, aveia e castanha de caju.

Se tiver uma prática regular de exercício físico, deve ter particular atenção em relação à quantidade de proteínas e ferro que consome. Caso contrário poderá sentir fraqueza du-rante os treinos ou até mais dificuldade a recuperar do esforço.

O mesmo cuidado deve estender-se ao consumo da vitamina B12, sendo que neste caso é provável que tenha de recorrer a um suplemento, uma vez que o organismo não con-segue produzi-la sozinho e esta praticamente não se encontra nos alimentos de origem vegetal - as principais fontes são o marisco, o fígado, o atum e o salmão e a carne bovi-na. A vitamina B12 é fundamental para para algumas funções essenciais do corpo, como a produção de glóbulos vermelhos e a função cerebral. A falta desta vitamina pode causar anemia, bem como formigueiro nas pernas e incontinência urinária.

Como começar?
Ninguém muda os seus hábitos alimentares de um dia para o outro. Aliás, nem isso seria uma boa decisão. O corpo - e por vezes também a mente - precisam de tempo para se adaptarem às mudanças. Este caso não é exceção.
Assim, comece por escolher um dia em que implementa opções que seguem os critérios de uma dieta plant based e vá progressivamente aumentando estes dias. De qualquer forma, o ideal é aconselhar-se sempre com um nutricionista antes de começar este ou qualquer outro regime alimentar.