7 DICAS PARA UMA PÁSCOA (MAIS) SAUDÁVEL
 

A MESA É MUITAS VEZES O CENTRO DAS DATAS FESTIVAS EM PORTUGAL
E A PÁSCOA NÃO É EXCEÇÃO. MAS, AO CONTRÁRIO DO QUE POSSA PENSAR,
É MESMO POSSÍVEL CELEBRAR COM EQUILÍBRIO.


  • bg
 

 

Desfrutar da Páscoa não tem de ser sinónimo de abdicar de todos os pratos que caracterizam esta festividade. Até porque comer bem e de forma saudável não tem de ser um grande desafio. Basta conseguir planear, ter disciplina e alguma criatividade. Conheça sete estratégias que o vão ajudar a desfrutar da Páscoa sem abusar.

1. Coma com prazer
Coma devagar, desfrutando de cada garfada da sua refeição com todos os sentidos, apreciando o aspeto, aroma, sabor e textura. Uma mesa de família faz-se também de conversa e, ao comer de forma consciente e partilhando com os outros, será mais fácil dar por terminada a sua refeição antes de estar demasiado cheio.

2. Comece o dia de forma saudável
Para apreciar o almoço de Páscoa - refeição principal desta data - sem qualquer sentimento de culpa, deve ter cuidados redobrados em relação ao pequeno-almoço deste dia. Sugerimos que comece o dia com uma refeição leve e nutritiva, como um sumo verde e um iogurte.

3. Coma os doces em último lugar
Evite petiscar amêndoas doces e outras doçarias ao longo do dia de forma isolada. Deixe as sobremesas apenas para depois da refeição e após ter comido a fruta. Assim, evita os picos de glicemia (níveis de açúcar no sangue) e preserva os órgãos que têm de lidar com quantidades elevadas de açúcar no sangue.



..........
 

A Páscoa é apenas um dia. Comer aquilo de que mais gosta nesta
data não vai colocar em causa a alimentação que leva nos restantes
dias. Não deixe de usufruir, mas faça-o com consciência, fazendo
opções o mais saudáveis possível.


..........


 

4. Não deixe de comer amêndoas
Um dos símbolos da Páscoa, as amêndoas são um alimento nutricionalmente interessante, rico em vitaminas e minerais. Contudo, as versões cobertas em chocolate ou açúcar são muito calóricas. Para “compensar”, prefira as amêndoas portuguesas de qualidade, sem sal ou excesso de açúcar.

5. Prefira alternativas aos ovos de chocolate
Quem pensa em Páscoa, pensa, muitas vezes, em ovos de chocolate. Não lhe vamos dizer para abdicar deste alimento. O segredo está no equilíbrio, em dar primazia à qualidade e em não exagerar na quantidade. Prefira o chocolate com maior teor de cacau e opte por porções pequenas. Prefira versões caseiras de guloseimas com chocolate, como morangos, maçã ou rodelas de banana mergulhados em chocolate ou pipocas ou frutos secos regados com chocolate. Além de mais saudáveis, estas versões podem ser feitas em família. Os mais pequenos vão adorar!

6. Reinvente os seus doces
- Junte às suas receitas ingredientes mais nutritivos, como maçã ralada ou em puré, cenoura, banana e abóbora. Em alguns casos, estes podem ser utilizados para substituir a manteiga ou o óleo.
- Utilize farinha integral, de grão ou de amêndoa, em substituição da de trigo branco.
- Prefira laticínios com baixo teor de gordura, como leite e iogurte magros, aumentando o teor de proteína e cálcio dos seus preparados.
- Substitua uma parte da manteiga por um óleo mais saudável, como o de coco
- Corte no açúcar. Pode reduzir este ingrediente em cerca de 25 por cento sem que se notem diferenças. Os açúcares alternativos, como o mel, açúcar de coco ou de beterraba, geleia de agave ou xarope de ácer, são excelentes opções.
- Outras boas opções são os bolos Go Natural de frutos do bosque ou de cenoura e laranja.


 

 


7. Mexa-se, especialmente depois de comer
Uma vez que a Páscoa se traduz frequentemente em excessos alimentares, uma boa forma de contrariar os efeitos negativos - para a saúde e para o peso - de comer demais é mantendo-se ativo. Desafie a sua família para uma caminhada após a refeição ou organize uma caça ao ovo, uma atividade que fará sucesso entre os mais pequenos. Contudo, em vez de ovos de chocolate, prefira os verdadeiros, pintando-os. Se prefere uma versão alternativa deste jogo, utilize os centros em cartolina dos rolos de papel higiénico para fazer figuras que pode depois usar para contar uma história.

E não se esqueça do mais importante: a Páscoa é apenas um dia. Comer aquilo de que mais gosta nesta data não vai colocar em causa a alimentação que leva nos restantes dias. Não deixe de usufruir, mas faça-o com consciência, fazendo opções o mais saudáveis possível.