• bg


Regresso às aulas saudável

 


Depois do verão, dos gelados e das refeições mais práticas e simples nada como aproveitar o regresso às aulas para criar novos hábitos mais saudáveis na sua família principalmente nos mais novos.
 
Adaptar aos horários da escola alguns dias antes de começarem a escola pode ajudar esta mudança de ritmo. Se ao final do dia tiver dificuldades em convencer a irem para a cama, faça uma pausa (sem televisão) durante 30 a 45 minutos e vai ver que vão ter sono mais rapidamente. 
Está provado que, para além de outras consequências, uma criança que dorme bem melhora a sua capacidade de aprendizagem, tem mais concentração na escola e é mais feliz. Se reparar que estão mais cansadas nas primeiras semanas de aulas não se preocupe, pois pode ser uma consequência normal desta transição.
 
Estas são algumas dicas para atenuar o impacto do regresso à escola:

  • Muitas crianças sentem-se nervosas em relação a novas situações, como mudar de escola. Se possível leve-a a visitar a nova escola e sala de aula antes do primeiro dia de aulas.
  • Ajude de forma positiva a sua integração e explique que vai ver os antigos colegas e conhecer novos. Recorde as experiências positivas.
  • Se conseguir vá levá-la e buscá-la no primeiro dia de aulas.
  • Considere implementar o horário da escola (acordar e deitar) uma semana antes das aulas começarem.
  • Lembre-se que na mochila tem de levar o essencial. O peso desta não pode ser mais do que 10-20% do peso da criança. Reveja regularmente o seu conteúdo para retirar o que não é necessário transportar.
  • Assegure que come um pequeno-almoço nutritivo pois aumentará a sua concentração diária e produtividade na escola.
  • Prepare lanches saudáveis e nutritivos para comer durante o período das aulas, se a fome atacar.


Melhorar a alimentação no regresso à rotina
 

Preparar as crianças para uma alimentação correcta é uma opção positiva para enfrentar os desafios de um novo ano escolar de forma saudável. Todos sabemos a importância de introduzir mais vegetais na nossa alimentação mas infelizmente muitas crianças mal vêem um no prato, dizem logo que não gostam, e que não querem. Como em todas as mudanças, os hábitos alimentares também devem ser feitos de forma progressiva  especialmente na introdução de novos sabores, só assim irá conseguir transformar o paladar e tornar os seus filhos em verdadeiros apreciadores de vegetais e frutas.
 
Deixamos-lhe alguns truques para o convencer:

  • Seja um exemplo- coma com as crianças, deixe eles servirem-se e explorarem os vegetais, capte-lhes a atenção através da cor dos vegetais, mostre o quanto gosta de comer legumes e fruta fresca.
  • Descreva o que está a comer de uma forma divertida, infelizmente o Popeye já não está na moda já que este era um bom exemplo para mostrar os superpoderes dos espinafres.
  • Leve-os consigo às compras, vá aos supermercados e mercados e explique donde vêm os legumes e frutas, deixe-os participar na compra e quando chegar a casa leve-os para a cozinha e envolva-os deixe-os preparar a refeição, pois é fácil eles quererem comer algo que prepararam.
  • Brincar é uma excelente forma de aprendizagem, levar os seus filhos para uma alimentação mais saudável pode ser feita desta forma mostrando-lhe de uma forma simples os alimentos que fazem bem dos que não fazem, este pode ser um jogo divertido para fazer quando vão às compras. Através de exemplos visuais pode explicar o que devem comer e o que faz mal para a saúde. Ou tentar adivinhar “Donde veio esta maçã?” tirando do frigorífico alimentos para descobrir a sua origem. Por exemplo, as maçãs vêm das árvores e as cenouras crescem na terra. Se tem uma origem simples é “comida verdadeira”, mas se tem ingredientes estranhos e complicados a resposta é “vem da fábrica”. Com este jogo pode ajudar a associar os produtos mais saudáveis a alimentos mais positivos para a alimentação.
  • Se no início estiverem muito teimosos em experimentar tente fazer legumes sobre a forma de gratinados, ou fazer pizzas em casa colocando diferentes legumes nas mesmas, ou molho tomate e colocar sobre legumes cozidos.
  • Triture frutas e faça sumos caseiros ou batidos. Dê-lhe como se fosse uma guloseima.
  • Ofereça-lhe snacks de fruta e vegetais quando está a ver televisão.
  • Corte a fruta e os vegetais em formatos engraçados e apelativos.

 
Ao tornar alimentação dos seus filhos mais equilibrada e saudável está reduzir problemas que estão associadas a uma alimentação com valores nutritivos mais pobres como diabetes, hiperatividade e défice de atenção.