• bg


comer cru

 

Uma refeição “crua” enche a mesa e as vantagens de uma alimentação que tem por base os alimentos crus são muitas.

Descobri com a vida a importância de uma alimentação saudável, e mudei totalmente os meus hábitos alimentares e estilo de vida. Percebi que existem alimentos que o meu corpo não tolera, e que tenho por isso uma limitação. Uma limitação que se tornou uma força interior, e me fez perceber a importância do alimento – tem que ser nutritivo e dar-me a energia que preciso, e para isso aprendi a ouvir e a conhecer o meu corpo.

Sei que todos queremos seguir uma determinada dieta, mas eu não tenho um nome certo para a minha. Dou preferência aos alimentos no seu estado mais natural e opto sempre que possivel por “cozinhar” a cru. Se também cozinho os alimentos? Sim. Se também como cereais, grãos? Sim. Se como produtos animais? Sim.

Acredito claramente nos benefícios de uma dieta à base de plantas como o Raw Food, mas para mim é também importante o consumo de produtos animais, de grãos, de cereais e de sementes. O que tento sempre quando estou em casa? que sejam integrais. Cada um deve perceber o seu corpo, tentando compreendê-lo em cada fase da vida, e dando-lhe aquilo que precisa para viver com o melhor de si. Agora aquela pergunta que me fazem com frequência - Se faço asneiras? Faço sim, e tenho as minhas consequências .)

O que tento fazer no meu dia a dia é aliar os crus aos cozinhados, com a simples missão de ter uma alimentação rica em nutrientes, de fácil digestão e que me dê toda a energia que preciso para o meu dia. O complemento perfeito entre o cru e o cozinhado, onde integro produtos animais,  vegetais, fruta, sementes, grãos e cereais.
Conhecem o meu livro – Cru? é um exemplo perfeito !
 

Porque é que opto, sempre que posso, por alimentos crus?

 

1) porque adoro!
2) porque os alimentos me nutrem na sua plenitude.
3) porque os alimentos são de fácil digestão.
4) porque me dá uma gosto gigante servi-los numa mesa, cheia de cor, vida e alegria.
5) porque não me incham, não me deixam mal disposta, com dores de cabeça, cansada..
6) Porque um prato de “CRUS” não é naturalmente confeccionado com os alimentos inflamatórios que retirei assumidamente da minha alimentação.

Se quer aprender mais sobre o processo de digestão e as enzimas com os alimentos a “cru” sugiro a leitura dos livros de Dr. Edward Howell e do Dr. Horomi Shinia.

Para integrar este estilo de alimentação nas suas refeições diárias, deixo-lhe alguns truques importantes:
 

10 truques para confecionar com crus:

 

1. Encontre a sua loja ou mercado de confiança e compre os produtos no auge da sua frescura.
2. Facilite o seu dia-a-dia. Compre fresco e pense em congelar na máxima frescura para utilizar diariamente esses ingredientes. Assim deixa de ter de ir ao supermercado ou ao mercado mais regularmente. Descongele apenas quando for utilizar.
3. Compre sempre que possíveis produtos da estação. O sabor é muito importante, e quando trabalhamos com ingredientes crus é muito difícil esconder a falta de sabor de um ingrediente.
4. Lave muito bem os vegetais e frutas antes de os consumir.
5. Utilize como tempero base o azeite virgem extra extraído a frio. Os temperos são fundamentais neste estilo de cozinha, uma vez que vêm potenciar os sabores naturais dos ingredientes, como o peixe, a carne, os legumes e as frutas.
6. Comece por substituir os molhos gordos por especiarias, ervas aromáticas e plantas.
7. Cozinhe com sumo cítrico.
8. Escolha apimentar com malagueta.
9.  Active os sabores com o gengibre.
10. Inclua na alimentação alimentos novos e misture-os, dando-lhes uma nova vida e propósito. Experimente trazer a fruta e os frutos secos para um prato de peixe cru.
 

E por fim arrisque-se numa cozinha cheia de cor e alegria. Dê vida aos seus pratos!